Associação Terra de Todos promove integração de imigrantes em Viana do Castelo

O antigo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal (SEF) divulgou, em janeiro, os dados sobre imigração em 2022 no país, mostrando que o número de estrangeiros aumentou pelo sétimo ano consecutivo e já ultrapassa os 750 mil. Viana do Castelo não foge à regra. Nos últimos anos, como indica o Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo (2022) do SEF, “ao nível distrital, destacam-se os aumentos de Bragança, que vinha a descer desde 2020, e de Viana do Castelo”.

Micaela Barbosa
2 Jul. 2024 4 mins

Neste seguimento, e com o objetivo social de “promover os direitos e interesses específicos dos imigrantes e seus descendentes, residentes na sua área de atuação”, um conjunto de pessoas criou, em 2020, a Associação Terra de Todos “numa perspetiva de participação ativa e responsável de cidadãos imigrantes, nacionais e europeus, em parceria intercultural”.

A sua missão é “a promoção e defesa dos direitos dos migrantes”. “Estamos a ultimar alguns aspetos legais, mas já temos uma sede no Mercado Municipal”, revelou Ollantay Ferrer, presidente da direção, dando nota de que contam já com “mais de 200” pessoas inscritas, “maioritariamente”, famílias. “Queremos apoiar os migrantes na busca da integração ao nível da língua portuguesa, da formação, do emprego, da educação, da habitação e da regularização documental, fomentando diálogo e parcerias com entidades públicas e privadas”, afirmou, reconhecendo as instituições e organizações que existem, mas que “não fazem um acompanhamento contínuo”.

No site oficial, é explicado que “a Associação Terra de Todos foi criada para o encontro, participação, promoção, valorização e integração de migrantes no âmbito da região de Viana do Castelo”. “Não é uma instituição prestadora de serviços, mas pretende-se que forneça instrumentos para que cada associado seja o próprio interveniente na defesa dos seus direitos e na promoção de condições de bem-estar social”, especificou, sublinhando: “É a união de várias pessoas com o objetivo de promover ações de natureza social, como arte, cultura, desporto, educação, direitos humanos, além de realizar ações em favor de grupos com necessidades de apoio”.

Ollantay Ferrer é venezuelano e chegou a Viana do Castelo em maio de 2019. Até setembro, orientou a sua vida para trazer a sua família: mulher e dois filhos. “Decidi deixar o meu país pela atual situação política”, contou, frisando que veio à procura de uma melhor qualidade de vida para os seus filhos. “A adaptação foi difícil, principalmente pela língua. Isto no meu caso porque os meus filhos não tiveram nenhum problema em aprender português. Hoje, falam muito bem e passam por portugueses”, confidenciou, admitindo que a vida de imigrante “não é fácil” porque “a cultura é diferente”. “Antes de tomar a decisão de emigrar, eu tentei ficar, mas não deu”, acrescentou, reconhecendo que teve “a bênção de conhecer pessoas muito boas”.

É engenheiro de profissão, mas, atualmente, não desempenha essas funções. Ainda assim, diz-se “muito feliz”. “No início, fiquei triste por não conseguir emprego na minha área, mas, depois, dei-me conta de que posso fazer outras coisas”, considerou, destacando a prática da fé numa igreja protestante. “Estamos inseridos numa comunidade que nos recebeu e acolheu muito bem”, garantiu.

Entretanto, recebeu um convite para integrar a associação e, pela primeira vez, faz parte de uma coletividade que tem um programa de atividades “muito ambicioso”. “Neste momento, queremos dar-nos a conhecer, orientando e acompanhando os imigrantes”, referiu, lamentando que, “por vezes, há pessoas que abusam em situações para benefício próprio”.

A Associação Terra de Todos integra imigrantes de vários países. A maior fatia é de latinos. “Estamos abertos a todas as nacionalidades”, ressaltou, acrescentando que, atualmente, estão à procura de parceiros que os ajudem a crescer.

À parte da burocracia, Ollantay Ferrer destaca o papel da associação na integração cultural. “Já realizámos uma ou outra iniciativa, mas queremos desenvolver muitas mais e mostrar que podemos todos fazer parte da mesma comunidade com as nossas diferenças culturais”, salientou.

Tags Política

Em Destaque

Notícias atuais e relevantes que definem a atualidade e a nossa sociedade.

Opinião

Espaço de opinião para reflexões e debates que exploram análises e pontos de vista variados.

Explore outras categorias